quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Milagres só Jesus



Milagres


Mesmo que eu não tenha aberto o mar vermelho como Moisés,

Que não tenha feito uma arca como Noé,

Que não tenha sido tragada por uma baleia como Jonas,

Que não tenha sido jogada numa cova de leões como Daniel,

Ou atirada dentro de uma fornalha, como Sadraque, Mesaque e Abednego,

Mesmo que eu não tenha transformado água em vinho,

Multiplicado pães,

Mesmo que eu não tenha andado sobre as águas,

Curado e ressuscitado gente como Jesus,

Mesmo que eu não tenha a força de Sansão,

Ou a sabedoria de Salomão,

Mesmo que eu não tenha sido escolhida, para a dar luz ao filho de Deus como Maria,

E lutado fielmente ao lado do mestre como Maria Magdalena,

Ou feito o dia parar como Josué,

Mesmo que eu não seja levada para o céu, num carro de fogo como Elias,

Mesmo que eu não tenha visto nada disso,

Mesmo que estes fatos, não passem de histórias inventadas,

Mesmo assim,

Continuarei acreditando que tudo é possível,

Que para Deus não existe o impossível e o improvável,

Simplesmente creio,

Que a fé, é capaz de ultrapassar as dimensões do tempo,

Do “céu” e do “inferno”,

Que é capaz,

De restaurar o destruído,

De enobrecer o humilhado,

Que a fé misturada aos sonhos,

Se transforma em esperança, possibilidades e renovação,

Que a fé, é uma arma preciosa,

Uma espada encantada, de poder absoluto que está a meu favor,

É meu escudo, minha proteção,

Não preciso e não quero ser como Thomé, não duvidarei de nada,

Não trairei a mim mesma como Judas,

Não me negarei, antes que amanheça o dia, como Pedro,

Não lavarei as mãos, a ponto de ser inerte a minha vida, como Pilatos,

Quero ir além,

Se preciso for, subo numa árvore a espera de ver meu Deus, assim como Zaqueu,

E sem medo, posso estar na arena para lutar com Golias, sei que vou vencê-lo, assim como venceu Davi,

Sei que não é fácil, lutar pelo o que se acredita,

Sei também que há um longo caminho a ser percorrido,

A fé nos testa todo o tempo, assim como fez com Abraão,

Não importa,

Mas creio,

Que a fé transbordada dentro de mim,

Se intitula “MILAGRES”,

E eu acredito neles...

Você pode ver outros aqui   Escritora de artes







3 comentários:

  1. Adorei!! Profundo e ao mesmo tempo hipersensível...Sem comentários....Bjkas
    http://unndoletraslp.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá Marcia,
    Fiquei feliz que tenha gostado do meu poema, e como o título diz, eu acredito em Milagres...

    Saudações

    ResponderExcluir
  3. Desejo a você um ano repleto de luz, amor, saúde e prosperidade. Feliz Ano Novo!
    Bjs ♥
    Regi
    http://regiarts.blogspot.com

    ResponderExcluir

Fique a vontade para Comentar e compartilhar...